Alagoas, 12 de dezembro de 2019

PCdoB decide apoiar reeleição de Rodrigo Maia


Com 12 deputados, a bancada do Partido Comunista do Brasil (PCdoB) decidiu apoiar a reeleição do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). A decisão foi tomada em reunião na terça-feira (17) dos parlamentares junto com a direção da legenda. “A decisão reflete a necessidade de retomada do prestígio do Poder Legislativo com um presidente pluralista, que respeita o regimento. Não é uma opção ideológica, mas é a que dará maior estabilidade política à Câmara”, explicou o líder da bancada, Daniel Almeida (BA).

A direção do PCdoB e a bancada da legenda entendem que a oposição, formada pelo PT, PDT, Psol e Rede, não tem chances de concorrer com algum êxito nas eleições internas marcadas para o dia 2 de fevereiro. O partido foi convencido com o argumento do próprio Rodrigo Maia de que a o regimento será rigorosamente respeitado e as votações de pautas polêmicas não serão feitas com atropelo da minoria. Nem mesmo o apoio de Maia ao impeachment da presidente cassada Dilma Rousseff, que o PCdoB foi contra, constrangeu os comunistas.

Essa não é a primeira vez que o PCdoB apoia Maia. Em julho, logo após a cassação do ex-presidente Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o partido já tinha aderido à candidatura do atual presidente da Casa. No discurso da vitória, Maia agradeceu “aos grandes amigos” Orlando Silva, deputado por São Paulo, e Aldo Rebelo, dirigente da legenda, pelo apoio da bancada.  A relação política do DEM e os comunistas é antiga. Quando foi eleito presidente da Câmara, em 2005, Aldo também recebeu o apoio de Maia.

No ano passado, Rodrigo Maia, já como presidente da Câmara, também ajudou o PCdoB ao arquivar o pedido de criação de uma CPI pedida para investigar a União Nacional dos Estudantes (UNE), entidade dirigida por filiados ao partido. Na campanha pró-Maia, a bancada comunista estará alinhada com os ruralistas, que também querem a releição do atual presidente da Casa.

Fonte: Congresso em foco