Alagoas, 11 de dezembro de 2019

Missão regional: CRB e CSA esquentam rivalidade e defendem Alagoas no Nordestão


A Copa do Nordeste pede passagem e tem dois integrantes ilustres de Alagoas. Neste ano, a dupla peso pesado da capital está na competição e vai apimentar a rivalidade. CRB e CSA caíram até no mesmo grupo e vão disputar dois clássicos na primeira fase. O Azulão estreia nesta quarta contra o ABC, às 18h45 (horário de Maceió), no Estádio Rei Pelé, e o Galo vai jogar na quinta, contra o Itabaiana, às 19h, no interior de Sergipe.

O CRB disputou a competição do ano passado e foi eliminado pelo Sport, nas quartas de final. O CSA jogou pela última vez no regional em 2014 e também foi eliminado pelo Leão da Ilha nas quartas. Na história, o Galo conquistou a melhor classificação em 1994, perdendo o título nos pênaltis, no Rei Pelé, também para o Sport. O Azulão chegou às semifinais de 1999, sendo eliminado pelo Bahia.

O início

O CRB também se orgulha de ter sido campeão do torneio embrião da Copa do Nordeste, disputado em 1975. O nome da competição foi José Américo de Almeida Filho e, além do Galo, teve a participação de Botafogo-PB, Auto Esporte, Treze, ABC e Potiguar. O time alagoano bateu o Botafogo na decisão por pênaltis, por 4 a 3. No tempo normal, os times empataram em João Pessoa por 1 a 1.

Dois Clássicos

Velhos rivais, CRB e CSA se enfrentam duas vezes na primeira fase do Nordestão. O primeiro clássico está marcado para o dia 5 de fevereiro, às 19h, no Estádio Rei Pelé. O segundo confronto, com mando do Azulão, vai ser disputado em 12 de março, também no Trapichão. A dupla alagoana está na chave D, com ABC e Itabaiana.

A casa é o Rei Pelé

Em razão do confronto entre organizadas na final do Alagoano 2016, CRB e CSA foram punidos e não podem mandar seus jogos no Rei Pelé por quatro e cinco rodadas, respectivamente, do estadual. Essa punição não vale para o Nordestão. Assim, o Trapichão, em Maceió, vai ser reaberto nesta quarta após a reforma no setor de cadeiras, interditado desde 2015, e tem capacidade para cerca de 17.500 pessoas.

CRB muda para 2017

O CRB passou por mudanças após o Brasileiro da Segunda Divisão. Fundamentais na boa campanha do Galo no nacional do ano passado, o técnico Mazola Júnior, os atacantes Zé Carlos e Luidy, além do meia Gerson Magrão, deixaram o clube. A diretoria apostou em Léo Condé, treinador da nova geração, e mudou o sistema ofensivo da equipe.

O último reforço anunciado foi o meia Chico, que defendeu o Capivariano no ano passado e estava atuando no Seoul E-Land, da Coreia do Sul. O time base do Galo para o regional deve ser formado por: Juliano; Marcos Martins, Flávio Boaventura, Gabriel e Diego; Yuri, Adriano, Jocinei e Sérgio Mota (Danilo Pires); Maílson e Neto Baiano.

O CRB é patrocinado por Caixa (master), EMS, prefeitura de Maceió e governo de Alagoas. A empresa de material esportivo Rinat assina os uniformes do time alagoano. Toda a pré-temporada, que começou no dia 2 de janeiro, foi feita no Ninho do Galo, CT do clube, localizado na Barra de São Miguel.

Olho nele

O volante Jocinei tem se destacado nos treinos e também chamou a atenção da torcida na partida contra o CSE, pelo Campeonato Alagoano. Moderno, ele marca e também sai para o ataque. O volante tem 26 anos, é canhoto e defendeu o Figueirense na Série A do Brasileiro do ano passado. Em 2013, chegou a atuar pelo Corinthians.

CSA volta ao Nordestão

O CSA subiu da Série D para a C no ano passado e manteve a base. Com o acesso no Brasileiro, o técnico Oliveira Canindé ganhou mais força dentro do clube e ajudou a diretoria a montar o elenco para 2017. E Canindé tem também história no Nordestão. Em 2013, ele levou o Campinense, com um orçamento modesto, ao título da competição regional. Desde então, tenta repetir o feito.

O último jogador contratado pela diretoria azulina foi o atacante Giancarlo, ex-Cruzeiro/RS. Ele deve ser apresentado nesta quarta, na hora do jogo contra o ABC. O time base do CSA para o regional tem: Jefferson; Denílson, Leandro Souza, Douglas e Rafinha; Panda, Everton, Didira e Cleyton; Alex Henrique e Daniel Cruz.

Os patrocinadores do CSA são Camponesa (master), prefeitura de Maceió, governo de Alagoas e Carajás. Neste ano, a empresa de material esportivo do clube é a Umbro. A pré-temporada do Azulão começou em 5 de dezembro e foi toda realizada no CT Gustavo Paiva, no Mutange.

Olho nele

Artilheiro do time na Série D no ano passado, com oito gols, o meia Cleyton voltou ao CSA depois de defender o Paysandu na Segundona do Brasileiro. Foi a contratação mais festejada pela torcida. Com 26 anos, o jogador divide com Didira a função de armar as principais jogadas do Azulão.

Fonte: GloboEsporte.com