Corpo de Bombeiros devolve quase 50 crianças aos pais durante as festas de fim de ano

O litoral do estado é destino de muitas famílias alagoanas e de outras regiões do Brasil para passar o Réveillon. A estimativa da Polícia Militar de Alagoas é de que 50 mil pessoas assistiram ao show pirotécnico na orla de Maceió. Em meio a tanta gente, qualquer menor descuido poderia gerar situações desconfortáveis, como foi o caso de 48 crianças que se perderam e com a ajuda do Corpo de Bombeiros Militar de Alagoas (CBMAL) conseguiram reencontrar a família.

A maior parte dos casos aconteceu em Marechal Deodoro, contando 31 crianças perdidas, seguido da capital Maceió, com 14 casos. A idade das crianças varia entre 1 e 10 anos. Os casos são contados desde o dia 28, sexta-feira, quando o número de turistas aumentou no litoral alagoano e as famílias já iam às praias. Só no primeiro dia do ano, foram 36 casos no estado.

Durante a ação dos bombeiros nesses casos, a rapidez da resolução é maior quando a criança sabe o número de telefone dos pais e/ou responsáveis. Caso contrário, as crianças são encaminhadas para o posto do Corpo de Bombeiros mais próximo, após a Central de Ocorrências ser informada sobre sexo e idade da criança.

Por isso, o CBMAL destaca a importância da criança sempre saber decorado ou ter anotado o número do telefone de uma ou mais pessoas da família. Além disso, a atenção deve ser redobrada em comemorações como essas. Tudo isso para que a virada de ano aconteça com muita tranquilidade.

Assessoria