Alagoas, 25 de agosto de 2019

Nava fase


O governo Renan Filho deixa um saldo positivo no primeiro mandato. O governador tem a consciência que terá um recomeço e não será fácil. O dinheiro vindo da União não será tão farto como em gestões anteriores, então, a ordem é apertar os cintos.

Algumas secretarias devem deixar de existir, com a sua nomenclatura e com orçamentos mais vultuosos, mas devem ser incorporadas a outras pastas de maior peso.

A medida de Renan Filho é vista como necessária pelo momento econômico que o país enfrenta. As mudanças devem começar no mês de fevereiro e ter seu término em março.

Até lá muitas especulações de entra e sai rondam os corredores do Palácio. Quem tem serviço prestado e gabarito deve permanecer, os testados e reprovados devem dar lugar a outros nomes.