Alagoas, 17 de novembro de 2019

Estádios da Copa América terão resguardo de gramado de 30 dias e código de conduta para torcida


Realizada em seis estádios de cinco cidades brasileiras, a Copa América 2019 vai preparar e reservar o gramado de cada campo utilizado na competição a partir de 14 de maio – 30 dias antes do início do torneio de seleções. Os jogos neste período serão restritos e vão depender de avaliação e inspeções periódicas de uma consultoria contratada pela organização do torneio, informou o Comitê Organizador Local da Copa América 2019.

Cada estádio escolhido como sede do torneio – Maracanã, Morumbi, Arena Corinthians, Mineirão, Fonte Nova e Arena Grêmio – assinou termo com o compromisso de resguardar o campo de jogo 30 dias antes da primeira partida pela competição que começa dia 14 de junho. Nos dias de jogos e véspera das partidas no sul-americano, o controle dos estádios é 100% da organização.

Os clubes brasileiros – Flamengo e Fluminense jogam no Maracanã, Cruzeiro, no Mineirão, São Paulo, no Morumbi, Grêmio e Corinthians em suas arenas particulares e Bahia, na Fonte Nova – já sabem que dificilmente terão vida normal entre maio e o fim da competição, em julho.

O Campeonato Brasileiro de 2019 só para dia 12 de junho – dois dias antes da abertura da competição sul-americana de seleções. Há expectativa, no entanto, de que as inspeções até a véspera da competição permitam alguma partida até o fechamento total para a competição. Além do Brasileiro, o período de resguardo dos gramados prevê jogos da Copa do Brasil e Libertadores.

Proibições e código de conduta

Seguindo o regulamento atual da Conmebol, que endureceu as regras de segurança após episódios de violência nas finais da Sul-Americana 2018 e da Libertadores 2019, há restrições para entradas de objetos com torcedores. Um “Código de Conduta no Estádio” coloca entre as proibições cartazes ou bandeiras maiores do que 2m x 1,5m.

As regras de comportamento do torcedor também condenam ofensas racistas, xenófobas ou de qualquer natureza. Em casos desse tipo, torcedores e profissionais credenciados para a competição terão primeiro orientação da organização do evento e, caso insistam no comportamento, as pessoas serão retiradas dos estádios.

A reportagem enviou algumas perguntas para o Comitê Organizador Local da Copa América. Algumas questões, como a origem dos recursos privados para financiar a competição e o orçamento total, ainda estão indefinidas. A organização promete “boas novidades” em breve.

Confira a íntegra das respostas logo abaixo.

GloboEsporte.com: Os seis estádios escolhidos ficarão bloqueados para utilização de clubes brasileiros antes da competição? Se sim, por quanto tempo?

A interferência é mínima do Comitê Organizador Local. Os estádios manterão suas atividades rotineiras. Trinta dias antes da competição, o gramado do estádio entrará num período de preparação final para a competição, sendo resguardado e avaliado periodicamente até o início do torneio. Durante a competição, o Comitê Organizador terá 100% de controle sobre os estádios nos dias de jogo e véspera de jogo. Nos demais dias, haverá um uso compartilhado.

De que maneira a Copa América vai “promover a redução dos custos operacionais”, como diz o site oficial da competição numa de suas premissas? Os custos das novas arenas são entraves para utilização de boa parte dos estádios construídos e remodelados para a Copa de 2014. O que há de estudo e projeção feita pelo Comitê Organizador da Copa América?

Levamos em conta, principalmente no momento de escolha dos estádios, o fato de ele ter ou não uma equipe com operação regular para partidas de futebol e outros eventos, como shows. O custo de se montar uma equipe para apenas um mês de operação sairia mais caro do que utilizar uma equipe que está instalada em um estádio. Trabalhamos com o uso eficiente dos nossos recursos.

Existe algum caderno de encargos com alguma exigência para estádios? Será permitido levar bandeiras? Há previsão de punições em casos de homofobia, racismo?

O Comitê Organizador Local seguirá o Estatuto do Torcedor e as diretrizes das Polícias Militares para segurança em estádios de futebol. Um Código de Conduta no Estádio foi elaborado como orientação ao público e um dos itens proibidos são cartazes ou bandeiras maiores do que 2m x 1,5m.

O Código também orienta que todos os espectadores e pessoas credenciadas devem, durante todo o tempo em que permanecerem no estádio, comportar-se de maneira que não ofendam, arrisquem a segurança ou desnecessariamente incomodem ou assediem outros espectadores e/ou pessoas credenciadas. Quaisquer pessoas que expressem mensagens ofensivas de natureza racista ou xenófoba ou que estimulem outras formas de discriminação serão orientadas em um primeiro momento. Caso insistam com este comportamento, serão convidadas a se retirarem do estádio.

Quando a organização fala em 100% de recursos privados, os recursos virão de onde? Patrocinadores? Quais? Quais gastos estão previstos e qual investimento total?

O Comitê Organizador foi criado para gerir a organização da Copa América Brasil 2019. As receitas virão da venda de ingressos e de recursos repassados pela Conmebol através da venda de direitos comerciais e de televisão. A Conmebol designou uma agência para negociar os ativos comerciais da Copa América. Estamos confiantes que, em breve, teremos boas novidades.

GE