Alagoas, 23 de agosto de 2019

Sisu 2019: como lidar com a ansiedade do processo seletivo


O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) abre as inscrições na próxima terça (22) para candidatos disputarem uma vaga nas universidades públicas participantes. São 235.476 vagas em 129 instituições de todo o país. A seleção se encerra na sexta (25).

A inscrição é feita pela internet com a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que deve ser divulgada na próxima sexta (18), segundo o calendário do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), responsável pela prova.

No entanto, o ranking de selecionados é dinâmico e muda ao longo do período de inscrição.

Tem vaga em todo país, mas tem para todo mundo?
Em 2018, 5,5 milhões de pessoas se inscreveram para fazer o Enem. Destes, 29,2% faltaram. Ainda assim, se todos os estudantes que fizeram o Enem tentarem se inscrever no Sisu, a concorrência será acirrada.

Para Ivo Carraro, orientador educacional do Curso Positivo, de Curitiba, psicólogo e autor do livro “Profissões: pais preocupados, filhos inseguros’’, processos seletivos sempre aumentam a tensão dos inscritos. Mas, o fato de o Sisu alterar a nota de corte uma vez ao dia ao longo do processo de inscrição faz com que a tensão se eleve.

Com adolescentes, o nervosismo pode ser maior, diz Carraro, por causa da influência do hormônio do estresse no organismo e pela inexperiência com situações tensas.

Unindo jovens ansiosos a um processo seletivo demorado, tem-se o cenário propício para uma bomba de ansiedade.

“É uma angústia, sim, mas é importante até para tomar a decisão final, porque o estudante pode alterar as opções quando quiser. Por isso, essa angústia é necessária”, fala.

Ansiedade x razão
Para aliviar a tensão, a dica de Carraro é fortalecer a razão.

“O aluno tem que lidar com a razão em vez da emoção. Precisa saber que já fez o Enem, já tem a pontuação. O que fez está feito, não tem como mudar.”

Caso o estudante sinta os sintomas comuns da ansiedade, como taquicardia, sudorese e insônia, é hora de se acalmar.

“Procure um abraço dos seus pais, faça um passeio, tire o foco da seleção”, fala Carraro.

Pelizzari sugere que o estudante analise todas as possibilidades e saiba que há outras saídas, caso a vaga desejada não seja conquistada.

“O importante para a família e candidatos é saberem lidar com todas as possibilidades durante o processo, ter a consciência de todas as alternativas. Tem que fazer um planejamento e pensar na chance se não conseguir a vaga, saber que a vida continua”, diz.

Como faço para me inscrever?
Esteja com a nota do Enem em mãos
Acesse o site do Sisu http://sisu.mec.gov.br/
Confira, atualize e confirme seus dados. É importante estar com tudo atualizado
Clique em ‘Minha Inscrição’
Você pode pesquisar as vagas por cidade, nome da universidade ou do curso
Escolha duas opções de curso. Esta seleção poderá ser alterada até sexta (25)
Para confirmar, clique em ‘escolher este curso’
Após estes passos, sua inscrição está concluída
Lembre-se de voltar ao sistema uma vez ao dia para checar se a sua nota continua sendo suficiente para ser classificado. Se o curso tem 60 vagas e você está na 100ª posição, talvez seja a hora de reconsiderar o curso ou manter a seleção, sabendo que poderá ficar na lista de espera
Fique atento à documentação exigida pela instituição de ensino para fazer a matrícula
Providencie o que estiver faltando para ter tudo em mãos quando precisar

Calendário do Sisu 1º semestre de 2019
Inscrições: 22/1 a 25/1
1ª chamada: 28/1
Matrículas da 1ª chamada: 30/1 a 4/2
Inscrição na lista de espera: 28/1 a 4/2
Convocações de outras chamadas: a partir de 7/2

AB