Alagoas, 21 de setembro de 2019

Em nota, Braskem diz que continuará com ações emergenciais no Pinheiro


Por meio de um comunicado encaminhado à imprensa, a Braskem se posicionou, no final da tarde desta segunda-feira (8), após ser apontada responsável pelas fissuras causadas no bairro do Pinheiro, em Maceió, com a extração de sal-gema.

Leia na íntegra

A Braskem vem a público externar sua solidariedade a todas as famílias atingidas pelos eventos do bairro do Pinheiro, em Maceió. A empresa reafirma que continuará com as ações emergenciais que já executa no bairro, o que inclui a inspeção dos sistemas subterrâneos de drenagem, a instalação de estação meteorológica e de equipamentos de GPS de alta precisão para detecção da movimentação do solo, entre outras medidas, a fim de evitar o agravamento dos problemas no bairro frente ao ciclo chuvoso e com vistas a proteger a segurança das pessoas.

A empresa tomou conhecimento com a sociedade alagoana do laudo divulgado na manhã de hoje (08/05) pelo Serviço Geológico do Brasil (CPRM) e analisará os resultados apresentados frente aos dados coletados por geólogos e especialistas independentes. Desde o início do agravamento das rachaduras e fissuras no bairro, em março de 2018, a Braskem vem colaborando com as autoridades na identificação das causas e informando com transparência e responsabilidade os estudos realizados por empresas de renome internacional.

A Braskem tem compromisso com a segurança das pessoas, tanto de seus integrantes quanto das comunidades em que atua, e analisará juntamente com as autoridades a melhor orientação sobre suas operações locais. A empresa possui laços com Alagoas há mais de quatro décadas e mantém seu compromisso inegociável com a sociedade alagoana.

Redação, com Assessoria