Alagoas, 14 de novembro de 2019

Cássio, do Corinthians, sorri ao responder se evitou camisa verde na Seleção: “Gosto de moletom”


De volta ao Corinthians após mais de um mês com a seleção brasileira para a disputa da Copa América, o goleiro Cássio falou sobre a alegria de ter participado do título, analisou o atual momento do Timão e falou, pela primeira vez, sobre ter tentado evitado a cor verde na Seleção.

Diferentemente de Alisson e Ederson, que utilizavam camisas verdes para todas as atividades de campo, o goleiro do Corinthians preferiu evitar a coloração do rival Palmeiras, vestindo-se com blusa azul nos treinamentos e camisa preta nos jogos, quando ficou no banco de reservas.

Apenas em Salvador, antes de Brasil x Venezuela, Cássio fez alguns trabalhos com a camisa verde de treinamento, talvez por não ter suportado o calor da Bahia.

Questionado na entrevista coletiva, o goleiro sorriu e arrancou gargalhadas de Fagner, que estava ao seu lado.

– Não, não…(risos). Se você for ver, aqui no clube também eu sempre treino de moletom, eu gosto e coincidiu de ser azul, a outra roupa era verde (risos). Mas nada a ver, a gente sabe diferenciar que ali representava um país todo, é lógico que não esquece a equipe que está, mas ali a gente representa o Brasil, independente da cor. O fardamento de goleiro tinha um que era verde e eu usei normal (risos). É que tinha dias que estava meio frio, tinha que colocar o moletom, e a gente aproveitava e colocava de boa… – desconversou Cássio, que usava verde normalmente na Copa da Rússia.

Globoesporte