Alagoas, 18 de outubro de 2019

Abel crê em reação do Cruzeiro: “Acreditamos! Ninguém vai abaixar a cabeça”


A derrota para o Goiás, na estreia de Abel Braga no comando do Cruzeiro, aumentou a pressão sobre a equipe cruzeirense. Além de ver o Fluminense, primeiro time fora da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, abrir três pontos de vantagem, a Raposa agora ainda tem duas vitórias a menos que o time carioca. Ou seja, para deixar o Z-4, serão necessárias, no mínimo, duas rodadas.

Apesar da situação ter ficado pior, Abel diz que ninguém no Cruzeiro vai se abater, e que o time vai fazer de tudo para mudar o panorama na competição.

– Quando você não ganha, é claro (que a pressão aumenta). Mas nós sabemos, nós estamos num time grande. Acho que nós, acima de tudo, acreditamos. Ninguém vai abaixar a cabeça, abaixar os braços. Vai ser uma corrida contra o tempo. Faltam 16 jogos, quer dizer, é ruim, mas vamos fazer de tudo, não tenha dúvida disso. Isso para nós vai ser fundamental – comentou o treinador, que já havia visto uma mudança no semblante dos atletas do dia em que foi apresentado até o dia seguinte, o do embarque para Goiânia.

– Aquilo que eu tinha sentido no sábado, incrível, como no domingo se apagou. Já fui para casa depois do treino, antes de ir para o aeroporto o pessoal estava leve, por isso eles mereciam coisa melhor. Mas o torcedor sabe quando há luta, e dessa maneira é que vai continuar.

Abel destacou que a única saída é continuar trabalhando, e que está confiante na reação pela resposta dada pelos jogadores nos primeiros treinamentos, além da atuação contra o Goiás.

– O trabalho vai ser o mesmo. Acha que agora a gente vai inventar? Teve uma coisa que geralmente eu não faço, que é pegar (um trabalho) em andamento, faltando dois meses para acabar o campeonato. Estou feliz pelo alto conhecimento tático do grupo, pela fácil assimilação. Isso me deixa muito, muito confiante. E que no futuro, vamos sair, vai ser diferente. Disse para eles sobre aqueles dois dias que se tem no ano e que a gente não pode contar: ontem e amanhã. O hoje, sim. Temos que fazer. Então, tentamos tudo. Fizemos de tudo.

Para o jogo de sábado, contra o Internacional, Abel terá o retorno de Fred, que cumpriu suspensão. Quem pode ficar à disposição é Pedro Rocha, que não viajou para Goiânia. O treinador ainda gostou da entrada de outro atacante, Ezequiel, em Goiânia.

– Botamos fogo no jogo de novo quando entrou o garoto, pelo lado, foi uma grata surpresa. Ele gosta mais daquele lado, lado esquerdo, com dois jogadores mais agudos por dentro. Pode ser uma possibilidade para frente.

GE