Alagoas, 19 de novembro de 2019

André Gomes é operado após fratura no tornozelo, mas Everton não dá prazo para retorno


O meia André Gomes, do Everton, foi operado com sucesso após ter sofrido uma fratura no tornozelo direito no empate com o Tottenham, domingo, pelo Campeonato Inglês.

Através de um comunicado oficial, o clube inglês confirmou que o jogador português permanecerá alguns dias no hospital antes de prosseguir com a reabilitação no CT USM Finch Farm. E também aproveitou para agradecer as mensagens de apoio nas redes sociais desde a partida.

O Everton não divulgou um prazo para o retorno de André Gomes aos gramados.

Como aconteceu
O lance aconteceu aos 31 minutos do segundo tempo, quando Son deu um carrinho tentando parar uma arrancada de André Gomes pelo lado esquerdo do ataque do Everton, que perdia o jogo por 1 a 0. O português conseguiu escapar do choque direto, mas se desequilibrou e acabou caindo junto a Aurier, que tentava completar o desarme.

Na queda, o pé de André Gomes ficou preso ao gramado, ocasionando a fratura. O português imediatamente gritou de dor e levou a mão ao pé. Os atletas em volta, logo reagiram com caras de espanto e desespero, enquanto Son – que inicialmente não havia visto a lesão – também ficou chocado.

O sul-coreano levou as mãos ao rosto e começou a chorar, enquanto jogadores dos dois times rezavam e mostravam-se espantados com a grave lesão – assim como os torcedores presentes na arquibancada mais próxima do campo no Goodison Park.

O árbitro da partida, Martin Atinkson, inicialmente mostrou um cartão amarelo para Son, logo depois do carrinho do sul-coreano e sem verificar a gravidade da lesão. Entretanto, o juiz depois mostrou o cartão vermelho direto para Son – que ainda se mostrava chocado e era acalmado por membros da comissão técnica das duas equipes. O astro foi para os vestiários ainda com as mãos no rosto.

GE