Alagoas, 09 de dezembro de 2019

“Faz quatro meses que não vejo o salário do Botafogo”, diz Arnaldo


As dificuldades financeiras do Botafogo também atinge jogadores que estão fora do clube. Emprestado à Ponte Preta, o lateral-direito Arnaldo revelou após a goleada por 4 a 0 sobre o Brasil-RS, pela última rodada da Série B, que não recebe há quatro meses a parte do pagamento que cabe ao Glorioso. O salário dele é dividido entre os clubes – não necessariamente metade/metade.

– Faz quatro meses que não vejo o salário do Botafogo, mas eu sou muito profissional. Não é amuleto, mas espero que as coisas se resolvam o mais rápido possível. Meu salário é dividido, e a parte do Botafogo está atrasada – disse Arnaldo à Rádio Bandeirantes, de Campinas.

O futuro do lateral é incerto. Sem saber se faz parte dos planos da Ponte Preta para 2020, ele também ficará sem vínculo com o Botafogo ao fim do ano.

Desde o início da temporada no Majestoso, Arnaldo participou de 30 jogos com a camisa da Macaca. Era um dos destaques do time no início da Série B do Brasileiro até sofrer uma fratura no braço esquerdo que o tirou de combate por aproximadamente um mês. Quando retornou, não conseguiu reeditar o bom futebol de antes da lesão.

– Futebol é feito de altos e baixos. Infelizmente esse ano da Ponte foi mais de baixos que altos. Eu estava recuperando o meu bom futebol, mas não voltei legal. O ano foi difícil para a Ponte. Agora é descansar para pensar no futuro depois – concluiu Arnaldo.

GE