Alagoas, 26 de janeiro de 2020

Joice Hasselmann será escolhida nova líder do PSL na Câmara


O PSL deve escolher nesta quarta-feira (11) a deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) como nova líder da sigla na Câmara dos Deputados. A troca vem após a presidência da Casa confirmar a suspensão de 14 deputados do partido.

Joice vai substituir o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), um dos parlamentares suspensos pela direção do partido.

Filho do presidente da República, Jair Bolsonaro, Eduardo foi alçado líder do PSL na Câmara em meio a disputas internas no partido, que derrubaram o então líder, o deputado Delegado Waldir (PSL-GO).

Agora, com o grupo fiel a Bolsonaro suspenso de suas atividades, Eduardo Bolsonaro fica impossibilitado de seguir na liderança do PSL na Câmara.

Joice Hasselmann chegou a ser escolhida pelo presidente Jair Bolsonaro para ser líder do governo no Congresso. Ela tinha o apoio até mesmo do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Porém, a deputada foi destituída do cargo em outubro, após assinar a lista em favor da manutenção do deputado Delegado Waldir na liderança, contrariando a posição do Palácio do Planalto.

O presidente da República tentou retirar do comando do PSL o grupo do presidente do partido, o deputado Luciano Bivar (PSL-PE).

O deputado quem convocou reunião da sigla para esta quarta-feira quando deve ser oficializada a escolha de Joice Hasselmann como nova líder da legenda na Câmara. A lista de apoio à deputada tem 22 assinaturas.

Como não teve sucesso na guerra interna, Bolsonaro decidiu deixar o PSL e anunciou a decisão de criar o Aliança pelo Brasil.

Os aliados do presidente estão tentando criar a nova legenda a tempo de disputar a eleição municipal do ano que vem, mas especialistas e assessores do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) avaliam ser impossível. Com isso, o grupo ligado a Bolsonaro terá de permanecer no PSL até que o Aliança pelo Brasil seja, de fato, criado.

Valdo Cruz/G1