Alagoas, 18 de fevereiro de 2020

Política

AL vai intensificar investimentos em 2020, afirma governador na abertura do ano legislativo

AL vai intensificar investimentos em 2020, afirma governador na abertura do ano legislativo

Política
O governador Renan Filho participou, na manhã desta terça-feira (18), da abertura do ano legislativo de 2020. Aos deputados estaduais, o governador apresentou um balanço de 2019 e afirmou que, este ano, Alagoas trabalhará para ser o estado que mais investirá com recursos públicos entre todas as unidades da federação. No ano passado, Alagoas foi o segundo do país que mais investiu proporcionalmente à sua Receita Corrente Líquida (RCL). “Todos nós esperávamos que 2019 fosse o ano da retomada econômica do país. Algumas coisas ocorreram, mas o Brasil não reencontrou o crescimento. O PIB nacional cresceu próximo de 1% e um país como o Brasil não pode crescer apenas isso. Aqui em Alagoas nós crescemos 2,44% e precisamos também crescer mais. Por isso vamos intensificar os investimentos do Esta
Bolsonaro pedirá perícia independente sobre a morte de Adriano Nóbrega

Bolsonaro pedirá perícia independente sobre a morte de Adriano Nóbrega

Política
O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (18) que vai pedir uma perícia independente sobre a morte do ex-policial militar Adriano Nóbrega, morto em confronto com a polícia no interior da Bahia. De acordo com Bolsonaro, o Ministério Público Federal na Bahia também deve cobrar uma perícia independente “para começar a desvendar as circunstâncias em que ele morreu, e porque poderia interessar para alguém a queima de arquivo”. O ex-capitão do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) da Polícia Militar do Rio de Janeiro foi morto no dia 9 deste mês, no município de Esplanada, na Bahia. Nóbrega era investigado por diversos crimes, e procurado pela Polícia Civil do Rio de Janeiro. Ele também era procurado pelo envolvimento nas mortes da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Fr
Após prévia ruim do PIB, reformas precisam avançar neste semestre, avalia equipe econômica

Após prévia ruim do PIB, reformas precisam avançar neste semestre, avalia equipe econômica

Política
Depois da divulgação da prévia do Produto Interno Bruto, que frustrou as expectativas e indicou crescimento abaixo de 1% em 2019, a segunda fase das reformas estruturais ganhou um peso ainda maior e precisa avançar neste primeiro semestre para evitar mais um ano de ritmo fraco da economia. A avaliação é da equipe econômica e será repassada nesta segunda-feira (17) pelo ministro Paulo Guedes (Economia) ao presidente da República, Jair Bolsonaro. Como uma sinalização de que o governo está empenhado na aprovação das reformas, a equipe de Guedes torce para que o presidente envie ao Congresso ainda nesta semana a reforma administrativa. Nesta segunda, Bolsonaro disse que é possível enviá-la antes do Carnaval e que a proposta já está "madura", mas fez questão de dizer que não serão alterados
Ministério prorroga presença da Força Nacional em cinco estados

Ministério prorroga presença da Força Nacional em cinco estados

Política
O Ministério da Justiça e Segurança Pública autorizou a prorrogação da Força Nacional de Segurança Pública no apoio às forças de segurança locais, nos estados do Pará, Espírito Santo, de Goiás, Pernambuco e do Paraná, dentro do projeto Em Frente Brasil, de combate à criminalidade violenta. As ações de segurança estarão concentradas nas capitais e regiões metropolitanas, com foco nos municípios de Ananindeua (PA), Cariacica (ES), Goiânia (GO), Paulista (PE) e São José dos Pinhais (PR). Elas terão caráter episódico e planejado, por 180 dias, no período de 18 de fevereiro a 15 de agosto de 2020. “As operações terão o apoio logístico dos estados e municípios envolvidos que deverão dispor da infraestrutura necessária à Força Nacional”, segundo a portaria publicada no Diário Oficial da Uni
Prévia do PIB aponta dúvidas sobre capacidade de recuperação da economia brasileira

Prévia do PIB aponta dúvidas sobre capacidade de recuperação da economia brasileira

Política
A prévia do Produto Interno Bruto (PIB) de 2019 divulgada nesta sexta-feira (14) pelo Banco Central, registrando alta de 0,89%, aponta dúvidas sobre a capacidade de recuperação da economia brasileira depois da severa recessão de 2015 e 2016. Se o índice for confirmado pelo dado oficial do IBGE, mostrará que o Brasil está sem tração para um crescimento mais forte e precisa de ajustes mais profundos para voltar a ter um ritmo mais veloz. Na avaliação de assessores presidenciais, o recado é claro. Primeiro, é necessário seguir com as reformas estruturais. A da Previdência foi importante, mas não suficiente para garantir a retomada dos investimentos. Segundo, o governo precisa acelerar seu ajuste fiscal para abrir espaço para o investimento público, principalmente em infraestrutura e