Alagoas, 14 de novembro de 2019

Economia

Indústria automobilística tem melhor vendas em quatro anos

Indústria automobilística tem melhor vendas em quatro anos

Economia
As vendas de veículos novos ao mercado interno aumentaram 25,6 %, em outubro, sobre o mesmo mês do ano passado, e superaram em 19,4% a comercialização de setembro último, acumulando no ano alta de 15,3% com um total 2,1 milhões de unidades. Esse foi o melhor resultado para um mês de outubro desde 2014 e o melhor desempenho mensal desde dezembro daquele mesmo ano. Tomando por base o desempenho, até o momento, o presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Antonio Megale, acredita que o setor vai superar a previsão de crescimento de 13,7% no fechamento do ano. Para 2019, ele prevê bons negócios, com a possibilidade de uma elevação na casa de dois dígitos. Os números dessa projeção, no entanto, só serão divulgados no começo do próximo ano. Exporta
Procon Maceió divulga pesquisa de itens da cesta básica

Procon Maceió divulga pesquisa de itens da cesta básica

Economia
O Procon Maceió realizou uma pesquisa para comparar e avaliar a média mensal do preço dos produtos que compõem a cesta básica. Ao todo, foram 14 itens avaliados nos cinco maiores supermercados da capital alagoana e constatada uma redução no valor da cesta básica em comparação ao mês de setembro. Assim, o maceioense que em setembro pagou R$ 44,11 nos produtos da cesta básica, em outubro economizou um pouco e pagou R$ 41,05, uma redução de 1%. Itens como café, manteiga, margarina e macarrão apresentaram redução significativa na pesquisa. No caso do café, por exemplo, a redução foi de R$ 5,38. Já o óleo de soja, o leite em pó, o açúcar, a farinha de mandioca e o arroz apresentaram um pequeno aumento de preço. Confira a lista completa aqui. O diretor do Procon Maceió, Leandro Almeida, re
Mercado reduz de 4,43% para 4,40% estimativa de inflação para este ano

Mercado reduz de 4,43% para 4,40% estimativa de inflação para este ano

Economia
A estimativa de instituições financeiras para a inflação neste ano caiu pela segunda vez seguida. De acordo com pesquisa do Banco Central (BC), divulgada nesta segunda-feira (5), o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deve ficar em 4,40%. Na semana passada, a projeção estava em 4,43%. Para 2019, a projeção da inflação permanece em 4,22%. Também não houve alteração na estimativa para 2020: 4%. Para 2021, passou de 3,95% para 3,97%. A meta de inflação, que deve ser perseguida pelo BC, é 4,5% este ano. Essa meta tem limite inferior de 3% e superior de 6%. Para 2019, a meta é 4,25% com intervalo de tolerância entre 2,75% e 5,75%. Já para 2020, a meta é 4% e 2021, 3,75%, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para os dois anos (2,5% a 5,5% e 2,25% a 5,25%,
JBS, BRF e Marfrig não estão na lista de frigoríficos que podem voltar a exportar para a Rússia

JBS, BRF e Marfrig não estão na lista de frigoríficos que podem voltar a exportar para a Rússia

Economia
Frigoríficos da JBS, BRF e Marfrig ficaram de fora das unidades que podem voltar a exportar carne para a Rússia. O mercado russo estava fechado para a carne brasileira desde dezembro do ano passado. O embargo havia sido imposto porque o país havia identificado contaminação com ractopamina e outros estimulantes de crescimento nos produtos. O uso da substância na alimentação dos animais é permitido no Brasil, mas proibido na Rússia e outros países da Europa. Segundo comunicado do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) nove empresas que estavam com as exportações suspensas poderão voltar a comercializar carne com a Rússia. São elas: Barra Mansa Comércio de Carnes e Derivados Ltda (SIF 941 - carne bovina desossada e carne suína e carne suína in natura) Agra Agr
Petrobras anuncia redução de 0,84% no preço da gasolina nas refinarias

Petrobras anuncia redução de 0,84% no preço da gasolina nas refinarias

Economia
A Petrobras anunciou hoje (31) uma nova redução no preço da gasolina nas refinarias. Desta vez, a queda anunciada é de 0,84%. Com isso, o litro do combustível passará a ser comercializado a R$ 1,8466 a partir de amanhã (1º). Esta é a décima redução consecutiva do preço do combustível, desde que ele atingiu R$ 2,2514 em setembro. A queda acumulada desde 25 de setembro (quando o preço começou a recuar) chega a 17,98%, ou seja, 40 centavos por litro. AB