Alagoas, 23 de agosto de 2019

Geral

Sedetur lança edital para participação de profissionais no 13º Salão do Artesanato

Sedetur lança edital para participação de profissionais no 13º Salão do Artesanato

Geral
A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur) lança nesta quinta-feira (15) o edital para participação de profissionais alagoanos no 13º Salão do Artesanato, que acontecerá de 9 a 13 de outubro no Parque Ibirapuera, em São Paulo. O prazo final para recebimento dos formulários de inscrição é dia 4 de setembro. Para participar da seleção é necessário estar com o cadastro em dia no Sistema de Informações Cadastrais do Artesanato Brasileiro (Sicab), ser maior de 18 anos e ter disponibilidade para viajar e realizar a comercialização dos produtos durante o evento. Cada entidade representativa selecionada terá direito a passagens para o representante. O resultado do edital será divulgado no dia 17 de setembro. O edital contempla as diferentes tipologias trabalhadas
CESMAC recebe Expresso da Cidadania com atendimentos da Defensoria Pública e do TRE/AL

CESMAC recebe Expresso da Cidadania com atendimentos da Defensoria Pública e do TRE/AL

Geral
Na próxima sexta-feira, dia 16, O Centro Universitário CESMAC recebe o chamado Expresso da Cidadania, que promove ações itinerantes da Defensoria Pública e do Tribunal Regional Eleitoral – TRE/AL. A estrutura e formato de atendimento tem o objetivo de tornar o poder judiciário cada vez mais próximo e acessível à comunidade. Desde ontem, 13, os programas itinerantes da Defensoria Pública do Estado promovem ações em quatro localidades da capital e interior alagoano, seguindo até a sexta-feira, 16. As ações acontecem sempre no horário das 8h às 14h, com atendimentos gratuitos em orientação jurídica aos cidadãos que, também, vão poder ingressar com processos cíveis, como divórcio, pensão alimentícia, retificação de documentos, direito do consumidor e na área de saúde. No CESMAC, os at
População de animais em florestas cai pela metade desde 1970

População de animais em florestas cai pela metade desde 1970

Geral
Desmatamento, caça ilegal, doenças, mudança climática. Para os animais silvestres que vivem nas florestas do mundo, as últimas décadas representaram uma hecatombe. Segundo um relatório divulgado pela Organização Não Governamental (ONG) ambiental World Wide Fund for Nature (WWF), a população desses animais diminuiu pela metade desde 1970. O estudo analisou 455 populações de 268 espécies de mamíferos, répteis, anfíbios e pássaros que vivem em florestas e concluiu que houve um declínio de 53% na quantidade de animais vertebrados entre 1970 e 2014. A WWF aponta que a situação é particularmente crítica na Amazônia e em outras florestas tropicais. O estudo também analisou populações de florestas temperadas, boreais e mediterrâneas. Segundo a ONG, 60% dessas perdas estão relacionadas ao des

Em AL, 80% dos crimes contra a mulher são esclarecidos

Geral
As políticas de integração policial, que são responsáveis pela redução da violência em Alagoas, foram ampliadas para reforçar o combate à violência contra a mulher, seja ela praticada no ambiente doméstico, familiar ou em locais públicos. A Secretaria da Segurança Pública (SSP) adotou estratégias para proteção e ampliação das ações e já contabiliza uma taxa de esclarecimentos de crimes contra a mulher de 80% em todo o estado. Uma das prioridades da pasta é o combate aos crimes contra mulheres, para que desta forma haja mais segurança e, em alguns casos, para que vidas sejam poupadas. Desta forma, as Polícias Civil e Militar intensificaram estratégias e ações para combater e reprimir tais atos violentos. A Polícia Civil, além de esclarecer 80% dos crimes contra a mulher, vem garantind
MME publica medidas que visam dar maior estabilidade a barragens

MME publica medidas que visam dar maior estabilidade a barragens

Geral
O Ministério de Minas e Energia (MME) publicou no Diário Oficial da União de hoje (12) uma resolução que estabelece medidas regulatórias que visam garantir a estabilidade de barragens de mineração. A resolução, que começa a vigorar a partir de hoje, tem como foco principal as barragens construídas ou alteradas pelo método denominado "a montante". É o caso da barragem de Brumadinho, rompida em 25 de janeiro deste ano. Segundo as novas regras, esse tipo de barragem, feita por meio de maciços de alteamento que se apoiam sobre o próprio rejeito ou sedimento previamente depositado, passa a ser proibida. Há 84 barragens no modelo denominado a montante em funcionamento no país, das quais 43 são classificadas de "alto dano potencial": quando há risco de rompimento com ameaça a vidas e pre