Alagoas, 25 de agosto de 2019

Política

Alckmin defende reforma trabalhista, mas diz que texto ‘precisa de algumas correções’

Alckmin defende reforma trabalhista, mas diz que texto ‘precisa de algumas correções’

Política
O candidato do PSDB à Presidência da República, Geraldo Alckmin, afirmou nesta terça-feira (2) em São Paulo que a nova legislação trabalhista, aprovada em 2017 na gestão do presidente Michel Temer, precisa de "correções pontuais". Alckmin deu a declaração após ser questionado por sindicalistas sobre a reforma ao participar de encontro promovido pela União Geral dos Trabalhadores (UGT) na sede do Sindicato dos Padeiros, no centro da capital. "A reforma trabalhista foi importante, mas precisa de algumas correções. Uma delas é a do trabalho intermitente e a outra é a das grávidas", afirmou. Durante a votação da reforma no Congresso, o PSDB foi um dos principais apoiadores do texto. Questionado por jornalistas sobre como iria voltar atrás no texto da reforma, o candidato negou que
Força-tarefa da AGU terá 300 advogados de plantão nas eleições

Força-tarefa da AGU terá 300 advogados de plantão nas eleições

Política
A Advocacia-Geral da União (AGU) criou uma força-tarefa de 300 advogados públicos que ficarão de plantões durante as eleições gerais deste mês. Desta forma, a AGU pretende atuar de forma mais célere no caso de ações movidas em meio ao pleito cujo primeiro turno será domingo (7). A portaria prevendo o regime de plantão da AGU foi publicada no Diário Oficial da União de hoje (1º). De acordo com a portaria, caberá ao procurador-geral da União, Sérgio Tapety, a tarefa de adotar as providências necessárias à organização e distribuição das equipes de trabalho durante o período eleitoral. AB
Eleições 2018: tudo o que você precisa saber antes de sair para votar em 50 perguntas

Eleições 2018: tudo o que você precisa saber antes de sair para votar em 50 perguntas

Política
No próximo dia 7 de outubro, cerca de 147 milhões de brasileiros são esperados para votar em todo o país. Mas muitos ainda têm várias dúvidas quanto ao pleito deste ano: Quando vai ser o primeiro turno? E o segundo (se houver)? Como anular o voto? Como justificar o voto? O que acontece se eu não votar? 1) Qual é a data e o horário da votação? O primeiro turno de votação vai ocorrer em 7 de outubro de 2018 e o segundo turno, caso aconteça, será em 28 de outubro de 2018. A votação começa às 8h e termina às 17h (horário de Brasília). 2) Em quem vou votar? A ordem de votação para as eleições gerais é a seguinte: deputado estadual (deputado distrital no Distrito Federal), deputado federal, senador, governador e presidente. 3) Quem é obrigado a votar? Os alfabetizados maiores de 1
Meirelles propõe unificar impostos e reduzir número de ministérios

Meirelles propõe unificar impostos e reduzir número de ministérios

Política
O candidato do MDB à Presidência da República, Henrique Meirelles, disse que se for eleito pretende unificar impostos como o Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), a cobrança do PIS-Cofins e do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). "A reforma tributária tem que, em primeiro lugar, simplificar. Os impostos que são sobre valor agregado seriam condensados em um só (...) a ideia é simplificar o processo e tornar a vida de todos mais fácil e mais eficiente", afirmou. A afirmação foi dada durante um encontro com lideranças e empresários, na Associação Comercial do Paraná, em Curitiba, nesta sexta-feira (28). Redução de ministérios Meirelles também afirmou que pretende diminuir o número de ministérios no Governo Federal. O candidato não disse, entretant
Veja como saber se você está entre os eleitores que tiveram o título cancelado

Veja como saber se você está entre os eleitores que tiveram o título cancelado

Política
Mais de 3 milhões de brasileiros não poderão votar nas eleições de 2018 porque não fizeram o cadastramento biométrico e tiveram seus títulos eleitorais cancelados. É possível consultar a situação do seu título de eleitor no site do TSE. Nesta quinta (27), a plataforma passa por momentos G1de instabilidade, segundo o órgão. Consulte se a sua cidade é uma das que passou pela revisão. A situação dos eleitores com títulos cancelados por conta da biometria foi revelada  no dia 15 de setembro. O levantamento apontou que mais de 3 milhões de eleitores tiveram os títulos cancelados durante o ciclo 2017-2018 por terem faltado ao cadastramento biométrico em cidades em que o processo era obrigatório. Em 19 de setembro, o PSB entrou com um pedido no Supremo Tribunal Federal para que est