Alagoas, 21 de setembro de 2019

Política

Para presidente da Turquia, morte de Khashoggi foi planejada

Para presidente da Turquia, morte de Khashoggi foi planejada

Política
O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, disse hoje (23) que a Justiça turca deve julgar 18 suspeitos de origem saudida. Eles são investigados pelo assassinato do jornalista Jamal Khashoggi no consulado saudita, em Istambul. Para Erdogan, não restam dúvidas que foi um "assassinato planejado". "Faço um apelo ao rei Salman para que essas pessoas sejam julgadas em Istambul", disse Erdogan, durante discurso no parlamento em Ancara, onde descreveu a morte de Khashoggi como "um horrível assassinato planejado". Erdogan acrescentou. "O assassinato pode ter acontecido no consulado, oficialmente um território saudita, mas está no nosso país. Não pode ficar oculto pela imunidade diplomática." O presidente turco relatou vários detalhes revelados pela investigação turca, começando com a
Economistas das campanhas de Bolsonaro e Haddad participam de debate em SP

Economistas das campanhas de Bolsonaro e Haddad participam de debate em SP

Política
Os economistas Carlos Alexandre da Costa, assessor da campanha de Jair Bolsonaro (PSL), e Guilherme Mello, da campanha de Fernando Haddad (PT), participaram nesta segunda-feira (22) de um debate em São Paulo sobre as propostas para o próximo governo. O encontro foi promovido pela rádio Jovem Pan. Economia em 2019 O economista Carlos Alexandre da Costa defendeu reduzir o peso do estado e da carga tributária para acelerar o crescimento. “Os gastos públicos cresceram assustadoramente.” Ele disse que um eventual governo Bolsonaro deve trazer estabilidade para a economia e que o PIB pode crescer 3,5% em 2019. O economista Guilherme Mello diz que o Brasil tem um potencial para crescer em 2019, “mas não haverá soluções mágicas”. Ele avalia que a principal estratégia do governo deve s
Comunidade cobra infraestrutura para a região do bairro Cidade Universitária

Comunidade cobra infraestrutura para a região do bairro Cidade Universitária

Política
Moradores do bairro Cidade Universitária, um dos maiores de Maceió em extensão territorial, e que reúne diversos conjuntos habitacionais e loteamentos, participaram, na manhã desta sexta-feira (19) de audiência pública no Colégio Diogo Marcos, no Village Campestre II, que debateu ações de infraestrutura para a região. Os moradores cobraram pavimentação de ruas, posto de saúde, segurança e transporte público para a região. O debate foi proposto pelo vereador Luciano Marinho (Podemos), que em sua fala destacou que “a audiência promovida pela Câmara Municipal de Maceió é um instrumento para que a gente possa aproximar as discussões da comunidade, da sociedade. Sabe-se que o Cidade Universitária é um bairro que como outros carrega ao longo de décadas muitos problemas de infraestrutura, educ
Em reunião com evangélicos, Haddad propõe federalizar combate ao crime

Em reunião com evangélicos, Haddad propõe federalizar combate ao crime

Política
Em encontro com líderes evangélicos de vários segmentos, o candidato à Presidência pelo PT, Fernando Haddad, ressaltou hoje (17) sua determinação em federalizar o combate ao crime organizado, reduzir o número de homicídios, garantir a liberdade religiosa e debater temas que chamou de “delicados”, como aborto e drogas. “Um presidente não pode ser eleito para impor seu ponto de vista sobre as coisas”, disse. Ao lado da mulher, Ana Estela, e da ex-governadora e ex-senadora Benedita da Silva (PT-RJ), Haddad passou a manhã em um hotel de São Paulo conversando com integrantes das igrejas Luterana, Metodista, Anglicana, Assembleia de Deus, Presbiteriana, Batista e Betesda. O candidato destacou que ele e a mulher seguem princípios cristãos e defendeu o Estado laico como forma de garantir a libe
Câmara Municipal de Maceió aprova LDO 2019

Câmara Municipal de Maceió aprova LDO 2019

Política
A Câmara Municipal de Maceió aprovou na tarde desta terça-feira (16), durante a sessão ordinária, o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para o exercício de 2019. A matéria foi aprovada em duas votações e, para isso, foi realizada sessão extraordinária. O PLDO estima receitas e despesas do município para o ano que vem, em R$ 2.651.707.542,00 e segue, agora, para sanção do Poder Executivo. É com base no que foi aprovado que será formulada a Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2019 a ser apreciada e colocada em votação pelos parlamentares até dezembro, antes do recesso de final de ano. Além dessa matéria, os vereadores aprovaram ainda mais duas mensagens do Executivo. A LDO também prevê a inclusão do Índice de Preços ao Consumidor (IPCA), que mede a variação de preços do mercad