Alagoas, 22 de setembro de 2019

Política

Médicos vão avaliar se Bolsonaro pode fazer campanha nas ruas

Médicos vão avaliar se Bolsonaro pode fazer campanha nas ruas

Política
Eleito senador pelo Rio de Janeiro, o deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSL) disse hoje (8) que seu pai, o candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL), passará por uma avaliação médica nos próximos dias que definirá como será a atuação dele no segundo turno da campanha. Vítima de uma facada no dia 6 de setembro, quando fazia campanha em Juiz de Fora, Minas Gerais, Bolsonaro continua a receber cuidados médicos e deve permanecer em casa até ser liberado pelos profissionais. Flávio disse que uma nova perícia será feita, talvez amanhã (9) ou depois de amanhã (10), ou nos próximos dias. "O próximo fator importante é essa perícia dos médicos, que vão dizer até onde ele pode ir e até onde não pode ir. Mas ele quer sair", disse Flávio Bolsonaro. Ele acrescentou que a participação do candid
Líder, Bolsonaro tem trajetória controvertida

Líder, Bolsonaro tem trajetória controvertida

Política
Desde o período pré-eleitoral, sem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na disputa, o mestre em saltos da brigada paraquedista do Exército, Jair Messias Bolsonaro, candidato da coligação PSL-PRTB, liderou todas as pesquisas de intenções de voto para a Presidência da República. Com apoio até de defensores da monarquia, o capitão da reserva, nascido em Campinas (SP) há 63 anos, fez uma campanha popular, que reuniu grandes grupos de simpatizantes nas ruas, mas também foi alvo de muitas críticas e contraofensivas. Ocupando o espaço de principal rival do PT, Bolsonaro firmou-se como defensor de propostas que se enquadram no arco da extrema-direita e nunca se intimidou com os limites impostos pelo politicamente correto. Sua trajetória parlamentar é marcada pela virulência de seus
Cícero Almeida é um dos líderes nas pesquisas para estadual em Alagoas

Cícero Almeida é um dos líderes nas pesquisas para estadual em Alagoas

Política
O deputado federal Cícero Almeida (PHS) se consolidou como um dos líderes nas pesquisas de intenção de voto para a Assembleia Legislativa. Ele desponta na preferência dos alagoanos que reconhecem o desempenho do trabalho dele quando foi prefeito de Maceió por dois mandatos seguidos. O deputado, que concorre a uma das 27 cadeiras na Casa de Tavares Bastos, concentrou a campanha na capital, principalmente na parte alta. Um dos nomes mais conhecidas na política do Estado, ele integra o chapão pela coligação Avança Mais Alagoas, capitaneada pelo governador do estado, Renan Filho (MDB), e pelo senador Renan Calheiros (MDB). Perguntado pela Folha de Alagoas sobre ser um dos líderes nas pesquisas ao cargo de deputado estadual, Cícero Almeida respondeu apenas que a sua história se reflete nesta
“No domingo, vamos eleger a situação e a oposição”, diz Temer

“No domingo, vamos eleger a situação e a oposição”, diz Temer

Política
O presidente Michel Temer defendeu hoje (4) a Constituição Federal, pedindo inclusive, ao final do discurso, um aplauso para o texto. A Constituição, considerada o principal símbolo do processo de redemocratização nacional completa 30 anos nesta sexta-feira (5). O presidente participou no final desta manhã do lançamento de programas educacionais no Palácio do Planalto. Às vésperas das eleições, Temer ressaltou que o próprio processo eleitoral está garantido na Constituição. "Vamos exercitar um dos resultados máximos da Constituição de 88 que é o voto", disse. "Pensar diferente é revelador em uma democracia. No domingo, vamos eleger a situação e a oposição. A eleição elege quem governa e quem fica na oposição. Temos que ver isso com naturalidade". Temer disse ainda que a Constituição
Três em cada quatro eleitores temem ser influenciados por fake news

Três em cada quatro eleitores temem ser influenciados por fake news

Política
Ter o voto influenciado por notícias falsas (fake news) é uma preocupação de 75% dos eleitores, segundo pesquisa divulgada hoje (3) pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil). Entre os mais jovens, com até 34 anos, o receio sobe para 82%. Mais da metade (60%) dos eleitores têm o hábito de checar se as informações que recebem pelas redes sociais são verdadeiras. O método mais usado para conferir a confiabilidade das notícias é a partir da verificação da fonte, prática de 52% dos que se preocupam em fazer a checagem, 45% usam os mecanismos de busca, como o Google, para pesquisar e 33% tomam o cuidado de ler todo o texto, não apenas o título. Cerca de um terço (34%) dos brasileiros tem o hábito de compartilhar informações