Alagoas, 18 de outubro de 2019

Política

Sociedade debate na Câmara destino de recursos para Orçamento de Maceió em 2019

Sociedade debate na Câmara destino de recursos para Orçamento de Maceió em 2019

Política
Representantes da sociedade civil, lideranças comunitárias e membros de poderes como Ministério Público e do Executivo participaram de audiência pública, nesta segunda-feira (26), na Câmara Municipal de Maceió, para debaterem as perspectivas de alocação dos recursos que vão compor a Lei Orçamentária Anual (LOA) da capital em 2019. A audiência pública aconteceu na sede da Associação Comercial, em Jaraguá, onde a Casa realiza, temporariamente, suas atividades legislativas. A LOA e seus detalhes foram apresentados pelo diretor de Técnicas e Pesquisa da Câmara, Márzio Delmoni. Após a audiência desta segunda-feira, abre-se o prazo de três a cinco dias para associações e lideranças comunitárias encaminhem as demandas dos moradores de suas regiões para que, por meio dos vereadores, possam se t
Moro anuncia criação da Secretaria de Operações Policiais Integradas

Moro anuncia criação da Secretaria de Operações Policiais Integradas

Política
O futuro ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sérgio Moro, anunciou nesta segunda-feira (26) a criação da Secretaria de Operações Policiais Integradas, para articular ações policiais entre o governo federal e os estados. Para o cargo, ele convidou o delegado da Polícia Federal Rosalvo Ferreira Franco, que foi o superintendente da Polícia Federal (PF) no Paraná por duas vezes, incluindo durante o auge da Operação Lava Jato, entre 2013 e 2017. "A ideia da secretaria é poder coordenar operações policiais a nível nacional. Hoje nós temos muitos grupos e atividades criminosas que transcendem as fronteiras estaduais e essa ação precisa, muitas vezes, de uma coordenação a nível nacional. Isso já é feito, de certa maneira, dentro do Ministério da Segurança Pública, mas a criação de uma s
PF desarticula organização que fraudava a Previdência Social

PF desarticula organização que fraudava a Previdência Social

Política
A Polícia Federal deflagrou hoje (26) a Operação Barbour para desarticular organização criminosa especializada em fraudes contra a Previdência Social. Foram cumpridos quatro mandados de prisão temporária e seis mandados de busca e apreensão em São Paulo, Diadema e Santo André. Os policiais apreenderam R$ 42 mil em espécie na casa de um servidor público em Diadema. Também foram recolhidos documentos e mídias para armazenamento de dados. O inquérito policial foi instaurado em junho, após a inteligência da Secretaria de Previdência Social detectar inconsistências nos pedidos de aposentadorias em uma agência de Diadema. Os suspeitos apresentavam documentos falsos para comprovar que trabalhariam em condições insalubres ou perigosas, o que era irreal, e pleiteavam aposentadoria por t
Audiência pública debate no próximo dia 26 Orçamento de Maceió para 2019

Audiência pública debate no próximo dia 26 Orçamento de Maceió para 2019

Política
A Lei Orçamentária Anual (LOA) para o exercício de 2019 será tema, no próximo dia 26, às 14h, de audiência pública na Associação Comercial, em Jaraguá, onde as sessões da Câmara Municipal de Maceió ocorrem temporariamente. Representantes de associações e lideranças comunitárias da capital estão sendo convidados a participar e encaminhar as demandas dos moradores de suas localidades para que possam ser transformadas em emendas à LOA, que estima receitas e despesas para o município no ano subsequente. Para 2019, o Orçamento foi fixado em R$ 2,6 bilhões. O diretor de Técnicas e Pesquisa da Câmara, Márzio Delmoni, explica que o Projeto de Lei Orçamentária Anual é elaborado de forma compatível com o Plano Plurianual (PPA), com a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e com as normas da Lei de
Bolsonaro afirma que ‘pode acontecer’ de não ter apoio no Congresso: ‘por que não?’

Bolsonaro afirma que ‘pode acontecer’ de não ter apoio no Congresso: ‘por que não?’

Política
O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), afirmou nesta quinta-feira (22) que pode não vir a ter apoio no Congresso. Atualmente, o seu partido tem a segunda maior bancada na Câmara dos Deputados, seguido do PT que detém a primeira. Após encontro com novos comandantes das Forças, em Brasília, ele disse que não está fazendo "política tradicional" e que o "toma lá dá cá" gera um estado "ineficiente" e "corrupto". "Alguns dizem que eu não vou ter apoio do parlamento. Pode acontecer por que que não?", afirmou. "Não estamos fazendo política tradicional. Eu fiz a minha campanha praticamente sozinho, sem partido nenhum ao meu lado", disse. "Procurem parlamentares do dito Centrão. A maioria deles ou me apoiou ou ficou neutro. Ninguém apoiou o candidato deles [Geraldo Alckmin]. Eles têm co